Bioarquitetura no Brasil

From www.entrepreneurstoolkit.org

Jump to: navigation, search

A bioarquitetura é um ramo da arquitetura que busca construir imóveis em harmonia com a natureza, com baixo impacto ambiental e custos operacionais reduzidos. Os adeptos do conceito, surgido nos anos 1960, priorizam o uso de técnicas construtivas sustentáveis (tijolo adobe, cimento queimado ou taipa de pilão, entre outras) e matérias-primas naturais, recicláveis, de fontes renováveis e que não possam ser aproveitadas integralmente. Bambu, palhas e madeira reflorestada, ou proveniente de manejo certificado, são bastante utilizados.


Contents

Conceitos básicos

A bioarquitetura é uma maneira de desacelerar o desgaste do meio ambiente e de melhorar ao mesmo tempo a nossa saúde e o ambiente onde nos vivemos. A bioarquitetura é relacionada à saúde mental e física. A bioarquitetura tem fondamento em alguns conceitos básicos:

- fazer um planejamento da construção de longo prazo

- conforto e qualidade interna dos ambientes

- uso de mão-de-obra e materiais naturais locais para construção, porque essa é uma forma de incentivar a economia da região e minimizar a necessidade de transporte, reduzindo o custo da construção e a emissão de poluentes

- uso de sistemas de iluminação e ventilação naturais (técnicas passivas)

- uso de equipamentos de energia renovável e de eficiência energética, como painéis solares para aquecimento da água dos chuveiros

- uso de água de chuva e reaproveitamento das águas

- uso de tecnologia de baixo impacto ambiental e de baixo custo

- uso creativo de materias reciclados

- gestão dos resíduos sólidos usando o conceito das 3R (reciclar, reutilizar e reduzir)

- integrar transporte de massa e ou alternativos ao contexto do projeto.

Na pratica, a bioarquitetura se baseia no uso de algumas tecnologias e técnicas de construçao especificas.

Bioarquitetura.gif

Figura 1. Esquema de uma casa construida usando os fundamentos da bioarquitetura.

Cascajes

São tetos feitos de painéis abobadados com uma largura de 50 cm e podem cobrir um vão de até 4 metros. Alem de ser pré-fabricado, este sistema de ferrocimento tem a vantagem de economizar material básico, cimento, pois os painéis são muito finos, com um pouco mais de 1 cm de espessura, engrossando até uns 3 cm nos cantos. As cascajes podem ser usadas tanto como tetos ou como lajes para poder fazer a casa em vários estágios depois. Neste caso o teto vira laje sem mexer com a estrutura, só precisa nivelar os vales entre as curvas.


Telhado verde

O telhado verde consiste na aplicação e uso de vegetação sobre a cobertura de edificações com impermeabilização e drenagem adequadas, proporcionando melhorias nas condições de conforto termoacústico e paisagismo das edificações, reduzindo a poluição ambiental comum em grandes centros urbanos. Os beneficios do telhado verse são muitos: qualidade do ar, proteção do prédio do calor, comforto térmico, valorização do prédio, beneficios psicológicos porque o ser humano reage positivamente a espaços naturais verdes.

Os custos dos telhados verdes são ente o 30% e 50% mais barato que o custo da estrutura sem a vegetação e variam de R$ 160/m2 a R$ 300/m2.

Bioarquitetura telhado.jpg

Figura 2. Exemplo de telhado verde. Fonte: TIBA

Caixa de agua

A caixa de agua serve principalmente para o armazenamento de agua de chuva. Pode ser construída com técnicas manuais, usando cimento e/ou plastos. O custo de uma caixa de 25 m3 é de 750 R$, incluindo a mão de obra.

Bason

O bason é um sanitário seco que substitui o tradicional vaso sanitário. No bason deve-se jogar os restos orgânicos domésticos. Todo esse material sofre o processo biológico da compostagem aeróbica e se transforma em adubo.

Filtro biológico

O filtro biológico filtra a água da chuvas, nascentes e açudes e água reciclada. A água passa lentamente por um filtro de areia que permite, após três dias, a formação de uma camada de limo que é um eficiente filtro biológico para digerir e reter microorganismos nocivos.

Bioar filtro.jpg

Figura 3. Um exemplo de filtro ecológico para a reciclagem da água. Fonte: TIBA

Materiais naturais de construção

O potencial dos materiais naturais de construção é de importância vital no desenvolvimento de eco-casas e da bioarquitetura. O bambu, por exemplo, mostra de ser um material com grande facilidade de integração entre plantio, corte, transporte, manuseio e resistência.

Bioarquitetura bambu.jpg

Figura 4. Construção de um telhado com mirim, canela, massaranduba e jacaré. Todos são materiais do local. Fonte: TIBA

Notas e Referências

Johan Van Lengen, 2004: Manual do arquiteto descalço. ISBN-10: 8587455389. ISBN-13: 9788587455383


Ver também


Ligações externas

TIBA -- Centro de Tecnologia Intuitiva e Bio-Arquitetura

Telhado verde

IDHEA -- Instituto para o Desenvolvimento da Habitação Ecologica

Rede de Intercambio de Tecologias Alternativas

Bambu Brasileiro

ANAB Brasil - Associação Nacional de Arquitetura Bioecologica